Tags Posts tagged with "Tempo"

Tempo

0 111

*Por Ana Luiza Passos (aluna do curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Una)

Desde que iniciou-se o isolamento social notei, principalmente nas redes, a crescente pressão em ocupar todo e qualquer tempo ocioso que temos. No início estava seguindo a receita ao pé da letra e depois de esgotar minha lista de atividades, o que me restou foi aquilo que antes era o que mais queria: tempo. E o tempo se mostrou um péssimo amigo. Ficar comigo mesma me obrigou a visitar algumas questões que, inconscientemente, evitava. Isso é nenhum pouco divertido.

Nós criamos distrações, fazemos de tudo para fugir de nós mesmos para não lidar com nossas dores. Mas sofremos ainda assim, a cada nova batalha travada, sangramos por razões que sempre se renovam. Nós apostamos e perdemos, amamos e nos magoamos. Um inquebrável ciclo centrado na nossa ideia do ‘eu’ e do ‘meu’. Construímos mil caminhos e esconderijos dentro de nós para fugir de nossos fantasmas, e, no fim, acabamos mais confusos e perdidos.

Uma parede com infiltração não deixa de estar danificada só porque colocamos um belo papel decorativo por cima. Enterrar os problemas com mil afazeres é apenas uma solução paliativa, não resolve e nem os faz, milagrosamente, desaparecer. Estamos cada vez mais doentes e o esforço para sempre aparentar estar bem é justamente o que está nos adoecendo. E se, ao invés de ignorar, nós olhássemos para nossos sofrimentos e os encarássemos, sem medo? Se lidássemos com as nossas questões a fim de entendê-las, será que ainda sentiríamos tanta dor? Nos mantemos em situações ruins por medo da mudança, do desconhecido. Mas nos escondemos tão profundamente de nós mesmos que nos tornamos desconhecidos. Nosso medo de encarar o que é real, muitas vezes é o que impede que nossas feridas se curem, o que nos atormentam o sono, o que nos corrói por dentro.

Talvez, nesse momento de isolamento social, o melhor mesmo seja desacelerar. Talvez não realizar várias atividades seja a coisa mais proveitosa a se fazer. Talvez repensar nossa vida, rever nossas prioridades, cuidar da nossa mente, do nosso emocional, seja a melhor ocupação para a quarentena. Talvez o que realmente precisamos é ser mais improdutivos.

 

*Revisão: Daniela Reis

A sensação térmica do deserto do Saara deve permanecer em Hell Horizonte. De acordo com os meteorologistas do Instituto Nacional de Meteorologia – INMET, a temperatura que já está na casa dos 32/33°C, deve permanecer elevada na capital até quinta-feira, 22.

A partir do dia 23, os termômetros podem marcar 30°C, mantendo a umidade relativa do ar de 40%, no período da tarde.  De acordo com o meteorologista Claudemir de Azevedo.

O ar seco é uma ameaça para a saúde e alguns cuidados devem ser tomados durante esse período. O contramão listou alguns:

Cuidados durante a estação mais quente do ano:

– Manter o organismo bem hidratado com água, sucos e isotônicos.

– Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 10hs da manhã e 15hs da tarde.

– Se alimentar com itens mais fáceis de digerir, como saladas e frutas.

– Deixar locais fechados bem umedecidos com umidificadores de ar, toalhas umedecidas ou recipientes com água.

– Utilizar protetor solar.

– Pessoas com alergias ou com doenças respiratórias, como asma, devem procurar seu médico.

Texto: Victor Barboza

Foto ilustrativa/Gazetaonline

A chuva que chegou à Belo Horizonte no último sábado casou alguns transtornos na cidade. Na região da Savassi, a queda de uma árvore, hoje, surpreendeu quem estava no cruzamento das ruas Santa Rita Durão com Pernambuco. Dois veículos estavam parados no sinal e foram atingidos. A poda dos galhos e a liberação das vias foram feitas pela manhã pelo corpo de bombeiros. Informou o corpo de bombeiros por telefone. Segundo a Meteorologia, a previsão do tempo é nublado e chuvoso para hoje e amanhã. De acordo com a centro de Meteorologia da PUC Minas, as temperaturas de hoje oscilam entre os 17°C e 25°C. Já para amanhã, a temperatura mínima é de 16°C e a máxima é de 26°C.

Por Felipe Bueno

1 484

tempofriu-0122De acordo com o site climatempo, o tempo ficará chuvoso até quinta-feira em Belo Horizonte. Isso explica o grande número de pessoas vestidas com blusas de frio pela capital. Entretanto, com a queda da temperatura há quem se arrisque no verso. “Por mais que eu saia agasalhado, por ser um poeta, nunca me sinto agasalhado”, poetiza Bacabau de Cascobel.

por: Hélio Monteiro e Mara Rodrigues