Técnicos podam árvores no ICA

Técnicos podam árvores no ICA

0 459

Cordas amarradas nos troncos das árvores, folhas ao chão, madeiras já arrancadas e escadas chamam a atenção das pessoas que passavam pela área da cantina do Instituto de Comunicação e Artes, do Centro Universitário UNA. Os olhares fixos para o alto e a concentração de três funcionários da Biosfera – assessoria e consultoria ambiental demonstram cautela. Em cima de uma árvore outro funcionário é o responsável por cortar o abacateiro e podar a mangueira.

A iniciativa foi uma medida preventiva, porque o abacateiro trazia riscos para alunos, funcionários, professores e visitantes. “O abacateiro estava tombando em cima do telhado da cantina e a gente ficou com medo, de que depois de algum temporal ele acabasse caindo, causando prejuízos financeiros e até mesmo por risco a vida dos colaboradores e alunos da UNA”, explica a responsável pela infraestrurura do instituto, Regiane Zanete.

“Verificamos, também, que o abacateiro estava ficando oco na parte de baixo. Contratamos esta empresa para realizar a supressão desta árvore e a poda da mangueira”, afirma a responsável pela infraestrutura. De acordo com Regiane Zanete em termos de benefício pode-se dizer que vai diminuir a sujeira com as folhas, e, muitas vezes o susto pela queda de frutos no telhado da lanchonete.

Carro da Empresa contratada
Carro da Empresa contratada

O ecólogo e Técnico Ambiental, Edgar Amarante, informa que o trabalho de retirada do abacateiro levará dois dias para ser concluído devido ao estado da árvore. “Há necrose, podridão na base do tronco principal, inclinação direcionada para o telhado, tensão no tronco, e trincas no piso”, explica.

contramao-1130
Técnicos durante o trabalho

De acordo com o diretor do ICA, Lélio Fabiano, um biólogo fez os estudos necessários para conseguir as licenças da Prefeitura. “É preciso uma licença dos órgãos competentes”, destaca. “Estamos deixando as mangueiras que não trazem riscos, mas estão sendo podadas, porque como estavam poderiam vir a trazer riscos, é um motivo preventivo”, conclui.

Ainda segundo o diretor, o corte das árvores dá um pouco mais de arejamento ao local. “Não fizemos por causa disso, mas fazendo a gente vê algum beneficio, a luz do sol é sempre uma coisa saudável”.

Confira as fotos

Por: Anelisa Ribeiro e Bárbara de Andrade

Fotos: Duda Gonzalez

NO COMMENTS

Deixe uma resposta