Vodu tecnológico

Vodu tecnológico

0 660

Imagine uma conexão entre uma praça de Berlim e a praça Raul Soares em Belo Horizonte?

Foi a partir dessa idéia, que o LAGEAR (Laboratório Gráfico para Experimentação Arquitetônica) em conjunto com Grupo de Contato e Improvisação, desenvolveram o Long Distance Voodoo.

Em Berlim, mais precisamente no bar Kauf dich Glücklich, qualquer um podia “espetar” uma boneca de vodu, que controlava os movimentos da bailarina Dulce Magalhães por meio de estímulos eletrônicos.

O Grupo Contato e Improvisação trabalha com dança contemporânea e arte de improviso há dois anos, em BH. “Nós desenvolvemos a técnica de contato e improvisação, o suporte da dança de uma pessoa é o corpo de outra, onde você pode estimular os sentidos e principalmente o afeto entre os dançarinos”, explica Dulce Magalhães.

vodu-tecnologico
Dançarina Dulce Magalhães no momento da apresentação (clique na imagem e confira nossa galeria)

O professor de Arquitetura e Urbanismo da UFMG, José Cabral é o orientador do Projeto Voodoo e coordenador do LAGEAR, laboratório que, dentre outras iniciativas, estuda o processo de presença remota e contato a distância.

Segundo José Cabral, apesar da internet ter encurtado a distância, a comunicação ainda é muito baseada nos textos e nas imagens. O que para ele é um efeito limitador. “A gente perde a questão do espaço e a linguagem do corpo. Estamos tentando várias formas de conectar, espaços e pessoas, usando os próprios corpos como forma de comunicação”, explica Cabral.

Quem não estava presente, nem na praça Raul Soares e nem em Berlim, podia conferir, ao vivo, a apresentação, pela internet. A escolha dos dois lugares levou em consideração as particularidades de cada local. De acordo com o coordenador, Berlim sempre esteve à frente nas vanguardas artísticas. Já a praça Raul Soares foi escolhida devido a seu apelo estético e pelo fato de não ser frenquentada pelas mesmas pessoas das praças mais conhecidas da cidade. “A gente achou que ia ser um desafio escolher a Raul Soares como palco, queríamos fazer uma fricção entre nós estudiosos e a pessoas que vão transitar por aqui”, conclui o coordenador.

vodu-tecnologico
Bar em Berlim, onde também aconteceu a apresentação (Foto: Google Maps)

Por: Marcos Oliveira

Fotos: Débora Gomes

NO COMMENTS

Leave a Reply