Por Ana Sandim – Ingrediente da Vez – Parceira Contramão HUB

O papelote (pedaço de papel), papillote do francês ou cartoccio do italiano, nada mais é do que um método de cozimento para ingredientes delicados, como peixes, frango, cogumelos e legumes. Todos consistem em embrulhar o seu preparo em papel-manteiga ou alumínio, fechar bem para evitar que saia o vapor ao levar ao forno.

A melhor forma de comer peixe é preparando-o no papelote. Assim ele cozinha em seu próprio suco e preserva seus nutrientes e proteínas que, frágeis, se desnaturam quando expostas a mais de 65ºC.

Pescada branca no Papelote com Coentro

Ingredientes:

4 filés de pescada branca  (150g cada)
4 colheres (chá) de azeite
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Coentro ou ervas frescas de sua preferência
Papel-manteiga

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Tempere os filés de peixe dos dois lados com sal e pimenta-do-reino. Reserve.  Corte 4 folhas de papel-manteiga formando retângulos de 30 cm x 40 cm.  Coloque 1 filé de peixe sobre o papel e  regue com 1 colher (chá) de azeite e as ervas.

Feche o papel-manteiga: alinhe as pontas e faça uma dobra de dois dedos no sentido do comprimento; faça mais 2 dobras, apertando bem o papel; agora, dobre também as laterais, apertando bem para que o líquido não vaze. Repita o procedimento com os outros filés.

Depois de temperá-lo com azeite e ervas – que, além de perfumar, matam os microorganismos que deterioram os alimentos -, leve ao forno baixo por, no máximo, 10 minutos, no caso de filés com 2,5 cm de espessura.  Retire do forno, abra o papel com cuidado para não se queimar e sirva a seguir. Se quiser, decore a seu gosto.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta